“Precisamos lutar para conquistar nossa cidadania”, disse Fátima Nunes

A deputada do Partido do Trabalhadores da Bahia (PT-BA), Fátima Nunes, utilizou seu tempo no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), na tarde desta segunda-feira (20), para discursar sobre o Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado hoje. Para a parlamentar, o dia é de reflexão, é preciso lutar, resistir, para conquistar liberdade e cidadania, pois a população ainda sofre muito, mesmo 517 anos após o descobrimento do Brasil.

“Temos em nossa história muitas pessoas que representam à resistência negra à escravidão, entre elas Zumbi dos Palmares, líder que lutou contra a escravidão. Somos mulheres, homens, negros e negras, que passamos que ainda vivemos essa resistência no governo usurpador, ilegítimo, que retirou direitos dos trabalhadores e trabalhadoras adquiridos aos longos dos anos, Continuaremos na luta. Não vamos nos deixar abater”, declarou Fátima Nunes.

A parlamentar aproveitou a oportunidade e fez um convite para o próximo sábado, dia 25, as pessoas comparecerem à Câmara de Vereadores de Jeremoabo para uma audiência pública. “Após o encontro na Câmara, iremos, em caravana, para as comunidades quilombolas”. Antes de concluir, a petista parabenizou o prefeito de Paripiranga, Justino Neto, pela realização da Festa do Milho, promovida nos dias 17 e 18 de novembro. “Apresento à Casa uma Moção de Aplausos aos organizadores dessa belíssima festa cultural em Paripiranga, minha terra natal. Todos os envolvidos estão de parabéns pelo trabalho desenvolvido”, concluiu a deputada.

Fonte: Ascom da deputada estadual Fátima Nunes (PT-BA)

COMPARTILHAR