Moção de Congratulações Pelos 29° Aniversário de Emancipação Política do Município de Banzaê

42

MOÇÃO Nº

A Deputada infrafirmada vem solicitar na forma regimental, que se faça inserir na ata, a presente Moção de Congratulações Pelos 29° Aniversário de Emancipação Política do Município de Banzaê, que ocorrerá no próximo sábado (24).

 

 JUSTIFICATIVA

 O município de Banzaê situa-se no nordeste da Bahia, compondo a região de Planejamento do Nordeste e a Região Administrativa de Cipó, como também a micro região homogênea de Ribeira do Pombal, possuindo uma área de 221 Km².

Limitando-se com os municípios de Cícero Dantas ao norte, Ribeira do Pombal a leste, Tucano ao sul e Quijingue a oeste, localiza-se a uma distância de 296 Km da capital do Estado e a 42 Km do município de Ribeira do Pombal. Tem a sede as coordenadas geográficas: Latitude 10º35` sul e Longitude 38º37` e encontra-se a uma altitude de 350m.

Um pouco de sua história…

Segundo a história, Banzaê (Sede) começou a ser povoada por volta de 1910. O pequeno vilarejo Banzaê, originado de viajantes e mercadores que saíam do estado de Sergipe com destinos as cidades do sertão baiano acabavam descansando a beira de uma árvore chamada Pau – Ferro, originando-se ali em 1910 uma feira por nome Feira do Pau abastecendo com seus produtos os moradores das redondezas.

Os primeiros moradores, o Srº Ricardo Ferreira, um tropeiro mercador com seus familiares e o Srº Vicente Gouveia, um escravo alforriado e um iraniano por nome Zé Banzaê que residia na Fazenda Lagoa de Dentro que fica a 2 Km de distância decidem morar naquela localidade e assim formando o pequeno vilarejo.
O município foi criado pela Lei Estadual n. 4.485 de 24 de fevereiro de 1989, publicada no Diário Oficial de 25 de fevereiro de 1989. Em 1990, o Governo Federal, através da Presidência da República, reconhece as terras do aldeamento Kiriri como de ocupação tradicional e permanente indígena, sendo a demarcação finalmente homologada através do Decreto nº 98828 de 15 de janeiro de 1990.

No turismo, podemos destacar a Pedra Furada como cartão postal da cidade por se diferenciar dos demais morros em virtude de ser uma bela escultura natural, a Fazenda Engenho Velho, Serras, morros e Plantas. Já a sede tem destaque o Santo Cruzeiro, ponto mais alto da cidade, cuja visão torna a visita ao local um grande atrativo.

  • Diante do exposto, quero aproveitar esta Moção para parabenizar a nobre prefeita Jailma Dantas pela brilhante administração da nossa querida Banzaê, a Câmara de Vereadores e aos banzaêenses, pois são os personagens centrais desta linda história, que lutam incansavelmente pelo crescimento da cidade.
  • Dê-se conhecimento da presente Moção à Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Banzaê.

Sala das Sessões, 22 de Fevereiro de 2018.

Fátima Nunes

Deputada Estadual – PT/BA