Comenda 2 de Julho: Fátima Nunes entregará medalha ao teólogo Naidison de Quintella na Alba

7

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) concederá, na próxima quinta-feira (21), às 15h, a entrega da Comenda 2 de Julho ao teólogo Naidison de Quintella Baptista. A proponente da Sessão Especial é a deputada estadual Fátima Nunes (PT), que fez a indicação e teve a proposta aprovada pelos parlamentares, na Casa, mês passado. A medalha é a mais alta honraria da Alba e será entregue ao homenageado pelos trabalhos desenvolvidos no semiárido baiano.

“É uma satisfação enorme entregar a Comenda 2 de Julho a este homem que muito fez para nossa região. Naidison é um militante das causas sociais, que defende uma melhor convivência com a região semiárida. Além de desempenhar diversas atividades relevantes no Movimento de Organização Comunitária (MOC), ele coordenou o Programa Um Milhão de Cisterna (P1MC), sendo reconhecido, por meio de premiação na China. Isso nos orgulha muito”, declarou a parlamentar.

Homenageado – Naidison de Quintella Baptista nasceu no dia 9 de maio de 1940, em Salvador. Filho de Ângelo Ferreira Baptista e Antônia de Quintella Baptista, reside na cidade de Feira de Santana (BA), e atua em todo o estado baiano. Ativista do Movimento de Organização Comunitária (MOC), Quintella é Graduado em Teologia e Filosofia, mestre em Teologia Litúrgica, professor aposentado de Metodologia do Trabalho Científico pela Universidade Estadual de Feira de Santana (BA), técnico em Desenvolvimento Social no MOC, onde foi secretário executivo, responsável pelo processo participativo de planejamento e gerenciamento da entidade.

Membro do Conselho Estadual de Segurança Alimentar da Bahia, é coordenador da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) pelo estado da Bahia e coordenador nacional da ASA. Presidente da Associação Programa Um Milhão de Cisternas (AP1MC), coordenou a primeira unidade gestora, recebendo o Prêmio Internacional de Política para o Futuro (Future Policy Award, no original, em inglês). A homenagem foi concedida pelos resultados do Programa Cisternas, financiado desde 2003 pelo governo federal, e que já construiu mais de um milhão de cisternas no Nordeste.

Fonte: Ascom da deputada estadual Fátima Nunes (PT)